Index Labels

Companhia Nacional de Bailado apresenta reportório no Porto e Lisboa

. . Sem comentários:
A Companhia Nacional de Bailado (CNB) vai apresentar no Porto e em Lisboa, entre 29 de janeiro e 20 de fevereiro, um programa de reportório com peças históricas de coreógrafos como George Balanchine e William Forsythe.

Este programa estreia no Rivoli - Teatro Municipal do Porto, a 29 e 30 de janeiro, apresentando-se depois no Teatro Camões, em Lisboa, de 05 a 20 de fevereiro.

"5 Tangos", do coreógrafo holandês Hans van Manen, "Serenade", de George Balanchine (1904-1983), "Grosse Fugue", de Anne Teresa De Keersmaeker, e "Herman Schmerman", de William Forsythe, são as peças que integram este programa.

De acordo com a CNB, o conjunto de peças pretende reunir alguns dos coreógrafos que mais marcaram a História da Dança: "A belíssima e feminina ´Serenade´ de Balanchine que contrasta com a energia masculina de ´Grosse Fuge´ de Anne Teresa De Keersmaeker, a abstração de William Forsythe com um dueto virtuosístico e a inspiração latina de ´5 Tangos´ de Hans van Manen, são uma janela aberta para o que de melhor se produziu no século XX".

Ao Quarteto de Cordas de Matosinhos e à Camerata Alma Mater foi entregue a interpretação musical, nesta que será a primeira colaboração destes agrupamentos com a CNB, segundo a companhia.

A estreia deste programa, no Teatro Municipal do Porto, Rivoli, "pretende valorizar a descentralização e retomar uma prática que é, por tradição, da companhia, desde 1977", tendo a última estreia acontecido em 2002.

Até domingo, a CNB tem em palco, no Teatro Camões, em Lisboa, o solo "Portrait Series: I Miguel", nova criação do coreógrafo Faustin Linyekula, criador convidado da Bienal Artista na Cidade, seguido de um filme de Cláudia Varejão sobre a Companhia Nacional de Bailado (CNB).

O filme inédito da realizadora Cláudia Varejão "No escuro do cinema descalço os sapatos", é o resultado de uma encomenda da CNB, com produção da Terratreme.

As duas obras - de dança e de cinema - são apresentadas no âmbito do programa "Dança e Documentário" da CNB.

O solo criado pelo congolês Faustin Linyekula - o convidado de 2016 da Bienal Artista na Cidade - tem música de Pedro Carneiro, desenho de luz de Thomas Walgrave, e é interpretado pelo bailarino da CNB Miguel Ramalho.

Fonte

Sem comentários:

Enviar um comentário

Queres publicar as tuas notícias no IDS? Tens alguma sugestão para nós? Envia para indancingshoes@edance.pt

Publicidade

Contribui para o IDS

Andam a dançar por aqui

SEGUE O IDS

PUBLICIDADE