Index Labels

Companhia Paulo Ribeiro apresenta em Viseu "festa intensa"

. . Sem comentários:
A Companhia Paulo Ribeiro, que celebra 20 anos, vai fazer subir ao placo do Teatro Viriato, em Viseu, "uma festa muito rica e intensa", que promete sair do palco para a plateia, "envolvendo o público numa onda de celebração".

"Vamos ter uma festa, uma celebração, uma coreografia muito rica e intensa, que passa de momentos lúdicos e provocatórios para outros mais densos, mais profundamente humanos, sensuais, individuais. Tudo isto vai acontecendo porque, a pouco e pouco, a peça vai saindo do palco para a plateia, com o público a ser envolvido nesta onda de celebração", descreveu Paulo Ribeiro, coreógrafo e bailarino que dá nome à companhia.

O espetáculo de dança intitulado "A Festa (da insignificância)" sobe ao placo do Teatro Viriato na sexta-feira e no sábado, depois de ter estreado há cerca de um mês em Lisboa, no grande auditório da Culturgest.

"Na Culturgest, uma casa muito séria, foi fantástico ver a reação do público, fiquei espantadíssimo, não pensei que as pessoas fossem tão cúmplices deste projeto como foram. Em Viseu, espero o mesmo ou até mais, pois é a nossa cidade e as pessoas estão muito mais à vontade na sua casa, para além de a sala ser mais íntima e calorosa, o que aproxima", referiu.

Com coreografia e direção de Paulo Ribeiro, "A Festa (da insignificância)" tem interpretação de Ana Jezabel, Filipa Peraltinha, Rosana Ribeiro, São Castro, Teresa Alves da Silva, Allan Falieri, André Cabral, António Cabrita, João Cardoso e Valter Fernandes.

A música é de Tom Zé, Matthew Shlomowitz e Ben Harper, sendo interpretada ao vivo pelos músicos do Drumming Grupo de Percussão, sob a direção de Miquel Bernat.

Os figurinos são de José António Tenente, o desenho de luz de Nuno Meira e a produção é da Companhia Paulo Ribeiro. A coprodução é do Théâtre De Chaillot e Scène National De Besançon, Fundação Caixa Geral de Depósitos - Culturgest, Teatro Nacional S. João, Teatro Viriato e Câmara Municipal de Viseu.

De acordo com Paulo Ribeiro, que é também o diretor do Teatro Viriato, "A Festa (da insignificância)" tem já "várias datas agendadas", chegando ao Théâtre De Chaillot (Paris) no final de 2016.

"Daqui a um ano, de 06 a 09 de dezembro, estaremos na melhor sala de Paris em dança: o Théâtre De Chaillot. Vão ser quatro dias numa sala de 1.200 lugares", revelou.

Criada em 1995, a companhia que Paulo Ribeiro fundou em nome próprio celebra 20 anos e o balanço "não podia ser melhor".

"Se olharmos para a cidade, constatamos que a chegada da companhia a Viseu criou uma série de outras dinâmicas, que são muito interessantes: o teatro, o Lugar Presente, a escola. E penso que outras coisas virão", concluiu.

Fonte

Sem comentários:

Enviar um comentário

Queres publicar as tuas notícias no IDS? Tens alguma sugestão para nós? Envia para indancingshoes@edance.pt

Publicidade

Contribui para o IDS

Andam a dançar por aqui

SEGUE O IDS

PUBLICIDADE