Index Labels

Digressão de despedida da Companhia de Dança Trisha Brown passa na Culturgest

. . Sem comentários:
A Companhia de Dança Trisha Brown, cuja digressão de despedida, ao fim de 45 anos de existência, passa esta semana por Lisboa, vai apresentar um programa de quatro peças emblemáticas da fundadora, na sexta-feira e no sábado, na Culturgest.

De acordo com a programação da Culturgest, do espetáculo, sempre com início às 21:30, fazem parte quatro peças da coreógrafa norte-americana, criadas entre 1981 e 2011.

"Son of Gone Fishin" (1981), "Rogues" (2011), "If you couldn`t see me" (1994) e "Present Tense" (2003) são as quatro peças que estarão em palco.

Nascida em 1936, nos Estados Unidos, Trisha Brown, hoje com 78 anos, faz parte dos criadores mais conceituados do mundo da dança contemporânea, pelo seu trabalho pioneiro, tendo-se reformado em 2012.

Desde essa data a companhia de dança com o seu nome anda em digressão mundial, até ao final deste ano, para apresentar algumas das peças da sua longa e profícua carreira, marcada, por exemplo, pela introdução do quotidiano no movimento coreográfico e pela capacidade do gesto radical.

Esse trabalho radical, recorda a Culturgest, estará exemplificado neste programa de Lisboa na peça "If you couldn`t see me", em que o intérprete passa os dez minutos da peça de costas voltadas para o público.

A Trisha Brown Dance Company (TBDC) foi fundada em 1970, depois de a coreógrafa ter deixado o experimental Judson Dance Theatre para trabalhar com o seu próprio grupo de bailarinos.

Brown e um conjunto de artistas com idênticas preocupações alargaram os limites da coreografia e mudaram para sempre a dança contemporânea, tal como outras figuras desta arte, como a alemã Pina Bausch ou o norte-americano Merce Cunningham.

A TBDC apresentou os seus primeiros espetáculos em espaços alternativos do Soho de Manhattan, em Nova Iorque, e desde então tornou-se uma companhia com presença regular nas mais importantes salas de espetáculo de Nova Iorque, Paris, Londres e de outras cidades em todo o mundo, apresentando agora um repertório com solos, peças de grupo curtas e longas.

A coreógrafa criou mais de 100 obras desde 1961 e envolveu nos seus trabalhos artistas como Robert Rauschenberg, Donald Judd, Elizabeth Murray, John Cage ou Laurie Anderson, entre outros.

Atualmente, as diretoras artísticas associadas da companhia são Carolyn Lucas e Diane Madden, a diretora executiva é Barbara Dufty, e a diretora da companhia é Dorothée Alemanye.

O elenco de bailarinos é composto por Cecily Campbell, Marc Crousillat, Olsi Gjeci, Leah Ives, Tara Lorenzen, Jamie Scott e Stuart Shugg.

Fonte

Sem comentários:

Enviar um comentário

Queres publicar as tuas notícias no IDS? Tens alguma sugestão para nós? Envia para indancingshoes@edance.pt

Publicidade

Contribui para o IDS

Andam a dançar por aqui

SEGUE O IDS

PUBLICIDADE