Index Labels

Estado compra Entre Acto de Ballet para o Museu Nacional do Teatro e da Dança

. . Sem comentários:
O óleo Entre Acto de Ballet, de António Soares, foi comprado pela Direcção-Geral do Património Cultural (DGPC) na sexta-feira num leilão para ser integrado na colecção do Museu Nacional do Teatro e da Dança. A pintura, “um trabalho absolutamente singular” do autor, foi arrematada por 6500 euros.

A DGPC anunciou esta segunda-feira a aquisição de uma pintura “cujo tema central é a dança e o palco” e “com personagens inspiradas na Commedia Dell’arte”, da autoria de um artista que pertence ao modernismo do século XX. A obra juntar-se-á a outras de António Soares (1894-1978) no Museu Nacional do Teatro e da Dança, que são sobretudo desenhos para maquetas de cenário e figurinos, “outros trabalhos dedicados ao teatro e à dança". No entanto, diz a DGPC, "nenhum deles com as características e a singularidade do agora adquirido”.

António Soares, que trabalhava também como ilustrador e nas artes gráficas, nasceu em Lisboa e recebeu por duas vezes o Prémio Columbano, em 1935 e em 1948 e em 1958 tornou-se Oficial da Ordem de Sant'Iago da Espada. Descrito como um dos pintores da boémia lisboeta da década de 1920, destacam-se na sua obra Quarta-feira de Cinzas (1925) para o Bristol Clube, ou, segundo escreve o historiador e crítico de arte José-Augusto França em A Arte em Portugal no Século XX, a têmpera sobre tela Natacha (1928), “sem dúvida, dos melhores retratos mundanos e espectaculares da pintura portuguesa”.

Para a DGPC, a aquisição de obras de António Soares para colecções nacionais é “da maior relevância” e esta obra irá também integrar um espólio que servirá de base a “duas grandes exposições” dedicadas ao pintor que se realizarão em 2016, organizadas pelo Museu Nacional do Teatro e da Dança e pelo Museu Nacional de Arte Contemporânea – Museu do Chiado. Um óleo sobre cartão de 50x65 centímetros, Entre Acto de Ballet, “complementa com grande pertinência e perspectiva critica e historiográfica o conhecimento e visibilidade da sua obra”, defende a DGPC em nota enviada às redacções.

A venda foi organizada pela leiloeira Renascimento Avaliações e Leilões e Entre Acto de Ballet, que não está datada, foi à praça com uma base de licitação de 6000 euros.

Em Janeiro, e com a doação de toda a biblioteca e espólio documental referente à dança pelo antigo ministro da Cultura José Sasportes, o Museu Nacional do Teatro passou a chamar-se Museu Nacional do Teatro e da Dança. O gabinete do secretário de Estado da Cultura qualificou na altura a nova designação como um “reconhecimento do papel histórico” da instituição “na área do teatro mas também da dança”, bem como por ser “uma forma de valorizar o papel da dança no quadro da criação cultural em Portugal”.

Fonte

Sem comentários:

Enviar um comentário

Queres publicar as tuas notícias no IDS? Tens alguma sugestão para nós? Envia para indancingshoes@edance.pt

Publicidade

Contribui para o IDS

Andam a dançar por aqui

SEGUE O IDS

PUBLICIDADE