Index Labels

Projeto de dança em Coimbra transforma-se em escola

. . Sem comentários:
Com cerca de duas décadas de experiência e provas dadas internacionalmente, quatro professoras de dança de Coimbra – Teresa Gouveia, Catarina Pinho, Káká e Kéké Chieira Pêgo – desenvolveram um projeto inovador, a DNA, Dance N´ Arts School.

Ainda recentemente as suas alunas obtiveram excelentes resultados na Roménia, no Dance World Cup, em Bucareste, que colocou Coimbra na ribalta. A equipa considera que “o segredo reside num conjunto de fatores: cerca de 20 anos de experiência, muito, muito trabalho, dedicação e, claro, o talento das nossas alunas”.

No Dance World Cup em julho de 2015, participaram 18 mil bailarinos, oriundos de 38 países. As bailarinas alunas das professoras Teresa Gouveia e Catarina Pinho, com idades entre 10 e 13 anos (escalão “children”), conquistaram três medalhas na categoria de grupos: duas de ouro, em dança de caráter (com o tema “Hava Nagila”) e dança contemporânea (com “Folia”); e uma de prata em ballet clássico (com “Jubilate”). É de salientar que neste grupo se inserem as cinco bailarinas que na eliminatória do Dançarte em Faro conquistaram os cinco primeiros lugares.

Trouxeram ainda o prémio de melhor grupo de toda a competição de contemporâneo e o prémio de melhor grupo de toda a competição em caráter na gala ‘mini’ [dos 7 aos 9 anos] e ‘children’.

O solo de ballet clássico de Constança Bulha, de 11 anos, valeu igualmente uma medalha de bronze nesta competição internacional, onde as bailarinas das professoras Teresa Gouveia e Catarina Pinho participaram pela quinta vez, tendo obtido o melhor desempenho de sempre em termos de grupo.

As responsáveis confessam que as “expectativas eram elevadas, considerando os excelentes resultados obtidos na fase eliminatória que decorreu no Dançarte, em Faro”. No entanto, e face à qualidade das escolas a concurso, “sabíamos que não ia ser fácil atingir lugares cimeiros. Mas estávamos confiantes no resultado”, garantem.

Estes resultados a nível internacional vieram reforçar a intenção de desenvolver em Coimbra um projeto “com desígnios muito pessoais e bem definidos ao nível do ensino da dança e das artes em geral”: este projeto vai tornar-se realidade já a partir de setembro, com a abertura da DNA, Dance N’Arts School. Está localizado no pavilhão Jorge Anjinho, na zona da Solum.

É um projeto singular, porquanto se propõe fomentar a interação entre diferentes áreas de formação, bem como a aprendizagem e experimentação de diferentes modalidades. É uma abordagem inovadora, interdisciplinar e holística: “queremos que os nossos alunos respirem um ambiente artístico, em toda a sua plenitude”.

A participação da modalidade de Dança Jazz em competições, à semelhança do que já acontece com o Ballet, será outro fator diferenciador.

Fonte



Sem comentários:

Enviar um comentário

Queres publicar as tuas notícias no IDS? Tens alguma sugestão para nós? Envia para indancingshoes@edance.pt

Publicidade

Contribui para o IDS

Andam a dançar por aqui

SEGUE O IDS

PUBLICIDADE