Index Labels

OPART cria cargo de diretor-geral que passa a ser ocupado por Carlos Vargas

. . Sem comentários:
O gestor Carlos Vargas é diretor-geral do Organismo de Produção Artística (OPART) que tutela o Teatro Nacional de S. Carlos, a respetiva Orquestra Sinfónica Portuguesa e a Companhia Nacional de Bailado, disse hoje à Lusa fonte oficial.

Carlos Vargas, de 48 anos, que ocupa o cargo recém-criado desde o passado dia 16, já pertenceu ao conselho de administração do OPART e foi administrador do Teatro Nacional D. Maria II, em Lisboa, até ao ano passado.

"Confirma-se a contratação de um diretor-geral pelo regime de comissão de serviço, previsto no Código do Trabalho", afirmou à Lusa fonte do conselho de administração, que adiantou o nome de Carlos Vargas para este cargo.

"A este respeito, mais se informa que as funções relativas a cargos de direção podem ser exercidas em regime de comissão de serviço, tratando-se de funções cuja natureza pressupõe e envolve uma relação de especial confiança com o empregador", esclareceu aquela fonte, em declarações à Lusa.

De acordo com a mesma fonte, segundo os estatutos do OPART, "é da competência do conselho de administração decidir sobre a admissão e gestão do pessoal e designar o pessoal para cargos de direção e chefia".

Licenciado em Línguas e Literaturas Clássicas pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Carlos Vargas deu aulas no mestrado de Gestão Cultural do ISCTE/Instituto Universitário de Lisboa, como conferencista convidado, e também no mestrado "Práticas Culturais para os Municípios", como assistente convidado do departamento de História da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.

Quanto à experiência profissional, Carlos Vargas exerceu as funções de assessor da Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República (junho de 2010 - agosto 2011), foi vogal do conselho de administração do OPART (2007-2010), vogal do conselho diretivo do Teatro Nacional de São Carlos (2004-2007), subdirector da Companhia Nacional de Bailado (1997-2004), administrador liquidatário do Instituto Português do Bailado e da Dança (1998-2001) e vogal da comissão executiva do Instituto Português do Bailado e da Dança (1996-1998), entre outras.

Carlos Vargas ocupou o cargo de administrador do Teatro Nacional D. Maria II de 2011 a 2014.

Fonte


Sem comentários:

Enviar um comentário

Queres publicar as tuas notícias no IDS? Tens alguma sugestão para nós? Envia para indancingshoes@edance.pt

Publicidade

Contribui para o IDS

Andam a dançar por aqui

SEGUE O IDS

PUBLICIDADE