Index Labels

Danza 220V leva flamenco contemporâneo à Culturgest

. . Sem comentários:
O espetáculo ‘Danza 220V’, de Rafael Estévez, Valeriano Paños e Antonio Ruz, vai apresentar em Lisboa, no sábado, uma criação de flamenco contemporâneo no palco do grande auditório da Culturgest.

O espetáculo, estreado em 2010 no Festival Internacional Madrid, é, segundo a programação da Culturgest, "uma exploração do mundo do som, da dança, do ritmo, e uma experimentação sobre os códigos conhecidos dos estilos primitivos".

A peça é uma experimentação de Rafael Estévez, Valeriano Paños e Antonio Ruz - grupo Estévez/Paños e Companhia - sobre o legado melódico e rítmico das primeiras gravações do flamenco e a forma como conduz a um ponto comum com o folclore primitivo e popular de várias culturas.

O trabalho dos criadores tem sido colocado nos novos caminhos trilhados pelo flamenco, com uma grande influência da linguagem da dança contemporânea.

Criada em 2003, a companhia tem criado um trabalho emergente na dança espanhola e no flamenco, através de obras como ‘Muñecas’ (2006) e ‘Flamenco XXI: Opera, café y puro’ (2008), que recebeu o Prémio Revelação no Festival de Jerez.

Também criaram ‘Sonata’ (2009), baseada em composições para piano do Padre Soler, ‘Romances’ (2012), dirigida por Juan Kruz Díaz Garaio Esnaola, que recebeu o Prémio Melhor Direção Artística na XVII Bienal de Flamenco Sevilha.

‘La Consagración’ (2012), a sua versão de ‘A Sagração da Primavera’ de Stravinsky, foi distinguida com o Prémio Melhor Coreografia na XVII Bienal de Flamenco de Sevilha.

Fonte


Sem comentários:

Enviar um comentário

Queres publicar as tuas notícias no IDS? Tens alguma sugestão para nós? Envia para indancingshoes@edance.pt

Publicidade

Contribui para o IDS

Andam a dançar por aqui

SEGUE O IDS

PUBLICIDADE