Index Labels

Espetáculo de Gregory Maqoma no Porto recebeu candidaturas de 700 bailarinos

. . Sem comentários:
O Rivoli, no Porto, recebe no sábado a estreia do espetáculo "Free", da Companhia Instável, dirigido pelo coreógrafo Gregory Maqoma, tendo recebido candidaturas de cerca de 700 bailarinos para seis lugares, disse hoje a diretora da companhia.

Em declarações à Lusa antes de um ensaio para a imprensa da peça "Free", a diretora da Companhia Instável, Ana Figueira, disse que receberam 700 candidatos para seis lugares só para o espetáculo em causa, tendo sido selecionados cerca de 100 para audições.

O coreógrafo sul-africano explicou à Lusa que a peça partiu da questão do significado de liberdade, procurando "quebrar as barreiras existentes e confrontar as relações e distanciar-se das limitações da história".

Maqoma sublinhou que se procura "negociar o espaço", ou seja, a forma como as pessoas podem "coexistir juntas num espaço semelhante", com todas as suas diferenças.

A peça envolve cinco bailarinos, três portugueses, uma italiana e uma intérprete com dupla nacionalidade belga e russa.

Sabrina Gargano, uma das intérpretes, disse que o processo está a ser "uma grande experiência, em especial por ser em Portugal", lamentando que seja por um período tão curto.

Para a italiana residente em Londres, a questão da liberdade passa pelo encontrar da personalidade da própria pessoa.

"Quando saímos pela porta encaramos a sociedade. Temos de aceitar o compromisso e viver com o compromisso sem sufocar", afirmou Sabrina Gargano à Lusa.

Já Pedro Alves, portuense a viver em Roterdão há oito anos, disse que a ideia de conceber o conceito de liberdade ao início foi difícil dado tratar-se de algo "tão vago e aberto".

"É um absoluto não concretizável. É mais uma utopia do que realidade", afirmou o bailarino.

Ser livre, para Gregory Maqoma, é "uma tentativa contínua de reclamar quem se é".

A peça é uma coprodução da Companhia Instável com o Teatro Municipal do Porto e o Teatro Aveirense, onde vai estar na sexta-feira, dia 20, contando com figurinos desenhados pelos alunos da Escola Superior de Artes e Design, sob orientação de Maria Gambina e Paulo Cravo.

Fonte

Sem comentários:

Enviar um comentário

Queres publicar as tuas notícias no IDS? Tens alguma sugestão para nós? Envia para indancingshoes@edance.pt

Publicidade

Contribui para o IDS

Andam a dançar por aqui

SEGUE O IDS

PUBLICIDADE