Index Labels

Companhia de bailado da Covilhã estreia espetáculo com músicas de Sinatra

. . Sem comentários:
Kayzer Ballet, companhia profissional jovem de bailado sediada na Covilhã, vai apresentar hoje e amanhã, no Teatro Municipal daquela cidade, o espetáculo "Sinatra/Procura", que é dividido em dois atos, um dos quais com música de Frank Sinatra.

O fundador e diretor artístico da companhia, Ricardo Runa, explicou que o espetáculo integra dança clássica e dança contemporânea, em duas peças que são independentes.

A primeira - "Sinatra" - é coreografada pelo próprio Ricardo Runa e foi concebida para transportar o público para as décadas de 50/60 do século XX, integrando música de Frank Sinatra, artista de eleição deste bailarino.

"Sempre gostei imenso de Sinatra, é um dos meus favoritos, e achei que, além de ser um privilégio, seria um desafio muito interessante fazer uma peça com música dele. No fundo, esta é também uma forma de lhe prestar homenagem", explicou Ricardo Runa.

O coreógrafo e bailarino adiantou, igualmente, que a peça "é bastante divertida" e que tem um "registo neoclássico com várias personagens e várias pequenas histórias que se ligam entre si", referiu.

Intitulado "Procura" e com coreografia de Daniel Cascão e Hugo Rodrigues, o segundo ato retratará, em 35 minutos e através de dança contemporânea, o "milésimo de segundo do pensamento e decisão de uma pessoa".

"Essa é uma peça que tem como conceito o esmiuçar do pensamento humano e que trabalha muito com sombras e contraluz", especificou Ricardo Runa, que nesta parte do espetáculo atuará apenas como bailarino.

As apresentações estão marcadas para as 21:30 e o preço do bilhete é no valor de seis euros, sendo que uma parte reverte a favor da delegação covilhanense da Cruz Vermelha Portuguesa.

Criada há seis meses na terra natal de Ricardo Runa, a Kayzer Ballet também integra a Academia de Bailado da Covilhã, que se destina à comunidade em geral e que conta já com 15 alunos, entre crianças e adultos.

Atualmente integra dez bailarinos profissionais com idades entre os 18 e os 25 anos, oriundos de vários países, designadamente Portugal, Itália, Espanha, Japão, Rússia e República Checa.

Para a próxima época, a Kayzer Ballet pretende alargar o corpo profissional para 16 elementos, tendo já marcadas audições para a admissão dos novos bailarinos.

Fonte


Sem comentários:

Enviar um comentário

Queres publicar as tuas notícias no IDS? Tens alguma sugestão para nós? Envia para indancingshoes@edance.pt

Publicidade

Contribui para o IDS

Andam a dançar por aqui

SEGUE O IDS

PUBLICIDADE