Index Labels

Ferreiros foi capital nacional de danças standard e latinas

. . Sem comentários:
O Pavilhão Municipal de Ferreiros foi, no passado sábado, palco do IV Circuito Nacional Standard e Latinas, um evento que catapultou a freguesia bracarense para o título de capital nacional da dança.

O evento contou coma participação de 120 pares, sendo que dez são oriundos de Braga, da Academia de Alunos Apolo Braga, entidade que assumiu a organização desta etapa do circuito nacional.

As danças começaram pouco depois das 13 horas e terminaram às 21.30 horas, uma maratona para todos os gostos que chamou até Ferreiros centenas de aficionados da modalidade.

Para João Costa, presidente da União de Freguesia de Ferreiros e Gondizalves, “este evento trouxe até à nossa freguesia gente de todo o país. É a segunda vez que nos associamos a esta organização e estamos muito contentes com o resultado. Este dia foi espetacular e penso que os participantes e os espetadores gostaram de estar em Ferreiros”, disse.

O autarca bracarense, que foi um dos parceiros importantes nesta organização, explicou a forma como apoiou este evento. “Pautamos o nosso exercício de autarcas numa base de proximidade, empenho e serviço à população. Fomos contactados pela Apolo Braga e, mais uma vez, abrimos as portas da nossa casa. Este excelente equipamento, dos melhores da região, está ao serviço de todos, sem exceção. Sempre que somos contactados para alguma iniciativa procuramos colaborar, dando sempre aquilo que temos ao serviço da autarquia de Ferreiros. Devemos perceber que é com estas iniciativas que catapultamos o nome da freguesia por esse país fora. Está aqui gente desde Viana do Castelo ao Algarve. Somos falados, elogiados e, por isso, só posso estar satisfeito com esta iniciativa”, concluiu o presidente da união de freguesias.

José Bacelar, diretor da Academia de Alunos da Apolo Braga, multiplicou elogios à forma como decorreu este mega-evento. “Acima de tudo, destaco a minha realização pessoal e a da equipa que trabalhou comigo. A Apolo Braga, felizmente, tem uma equipa bastante vasta, não só na competição, como na vertente social. Vamos organizando eventos e, no caso deste, voltamos a apresentar uma candidatura. Há 12 por ano e nós, em média, concorremos a dois. Já o fizemos para 2015, que será no dia 25 de Abril, e vamos ver se temos sorte”, disse.

O diretor garantiu que os apoios são escassos para “uma despesa enorme”. “Temos a sorte de contar com pessoas como o presidente da União de Freguesias de Ferreiros e Gondizalves. A câmara dá-nos um pequeno apoio monetário e fornece-nos o som. De resto, vamos fazendo rifas, arranjando patrocínios e depois contamos com a carolice dos papás e mamãs dos dançarinos”, explicou.

Fonte




Sem comentários:

Enviar um comentário

Queres publicar as tuas notícias no IDS? Tens alguma sugestão para nós? Envia para indancingshoes@edance.pt

Publicidade

Contribui para o IDS

Andam a dançar por aqui

SEGUE O IDS

PUBLICIDADE