Index Labels

Ballet: Arte ou Desporto?

. . Sem comentários:
Há anos que se discute se o ballet é uma arte ou desporto, gerando reações de contestação por parte dos bailarinos, que defendem que esta dança é uma arte, inserida num meio competitivo. No entanto, são cada vez mais as pessoas que procuram a prática do ballet com o objetivo de manter a forma e saúde, tal como em qualquer outro desporto.

Em 1975, o famoso estudo do Dr. James A. Nicholas, revelou que o ballet é a atividade física e mental mais exigente entre as 61 avaliadas. Os resultados devem-se ao facto do ballet exigir movimentos nada naturais ao corpo, como a rotação das ancas ou o equilíbrio na ponta dos dedos.

Miranda Kerr é uma das adeptas do ballet training. Há vários anos, a famosa modelo da Victoria's Secret procurou Mary Bowers, do projeto Ballet Beautiful, que desenvolveu um treino inspirado em passos de dança para a ex-mulher de Orlando Bloom. Depois disso, outros anjos como Lily Aldridge, Doutzen Kroes e Erin Heatherton juntaram-se às aulas. Os resultados são pernas esguias e abdominais definidos, além da graciosidade e força.

Por incrível que pareça, mesmo alguns desportistas já se renderam às maravilhosas potencialidades do ballet. Os jogadores de futebol necessitam de força, flexibilidade, agilidade e preparação mental. A maior parte dos profissionais tem força, mas falha em algumas das outras características. É aqui que entra o ballet. Lynn Swann, que consta no Quadro de Honra da NFL, e Herschel Walker, dos Dallas Cowboys, assumiram que fizeram aulas de ballet para melhorar as suas capacidades.

Sadie Lincoln, fundadora da Barre3, promete revolucionar a vida dos participantes dos seus Ballet Bootcamps. Durante 25 dias, uma alimentação cuidada aliada a um conjunto de exercícios que combina yoga, pilates, pesos leves e exercícios de barra, prometem fazer perder cerca de três quilos por semana.

De notar que o ballet voltou a estar em voga depois do sucesso do filme 'O Cisne Negro'. Natalie Portman, a protagonista, tornou-se a melhor embaixatriz dos resultados deste desporto na imagem de uma mulher que não era praticante habitual. Apesar de ter dançado ballet até aos 13 anos, Portman confessou que teve de recomeçar quase do zero, e que os treinos alteraram completamente o seu corpo. (Por Joana de Sousa Costa).

Fonte


Sem comentários:

Enviar um comentário

Queres publicar as tuas notícias no IDS? Tens alguma sugestão para nós? Envia para indancingshoes@edance.pt

Publicidade

Contribui para o IDS

Andam a dançar por aqui

SEGUE O IDS

PUBLICIDADE