Index Labels

Como construir um currículo de dança?

. . Sem comentários:
Quantas vezes é que já se depararam com a dificuldade de organizar um currículo?

O currículo é uma peça de extrema importância na promoção do nosso trabalho, pois é ele que vai passar uma primeira impressão sobre nós e sobre o nosso trabalho. A facilidade de leitura tem de estar presente, sempre sem deixar de fora nenhum dos trabalhos realizados.

Não é novidade que os formatos tradicionais de currículos são impraticáveis para bailarinos, coreógrafos e professores de dança. Todo o aspeto do currículo é importante, este deve ser atrativo e destacar aquilo que pretendemos que chame a atenção de quem o lê. Mas afinal, como se deve organizar um currículo?

Vamos deixar algumas dicas para ajudar:

1. Dados Pessoais 
Nome, data de nascimento, morada principal, morada alternativa (para o caso de se candidatar para uma vaga longe da residência principal), contacto telefónico e contacto de email.
É aconselhável incluir hiperligações para o seu site pessoal e outras hiperligações relevantes como book fotográfico ou video reel.
Em alguns casos poderá ainda ser necessária a inclusão da altura, peso e tamanhos utilizados.

2. Formação Académica
Mesmo que esta nada tenha a ver com dança, como por muitas vezes acontece, deve colocar a sua formação académica - cursos frequentados, data de início e fim, média final, instituição de ensino.

3. Formação Profissional
Aqui devem constar todas as formações efetuadas, divididas por cursos profissionais, cursos intensivos, workshops. Deve conter a modalidade, carga horária, formador e entidade promotora.

4. Experiência Profissional - Professores de Dança
Para os professores com múltiplas turmas em escolas de dança diferentes, sugiro a divisão por época. Deve conter as modalidades lecionadas em cada local e identificação do mesmo. Deve incluir também ações de formação ou workshops ministrados por época, sendo que estes devem mencionar a sua carga horária.

5. Experiência Profissional - Bailarinos e Coreógrafos
Neste campo deve colocar todas as produções e companhias de dança com as quais trabalhou e o seu papel, assim como qual o produtor, o coreógrafo, a duração da produção e o tempo em que a produção esteve no ar.

6. Competição
Aqui devem constar todas as competições em que participou, o âmbito das mesmas (regional/nacional/internacional) e a classificação que obteve.

A ordem dos ponto 4, 5 e 6 poderá ser alterada consoante a vaga a que se candadita.

A eDANCE disponibiliza o serviço de conceção de currículos otimizados para profissionais de dança, tornando-os apetecíveis aos olhos de quem os lê, e tornando o seu detentor, um candidato a considerar numa segunda fase do recrutamento ou chamada para casting.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Queres publicar as tuas notícias no IDS? Tens alguma sugestão para nós? Envia para indancingshoes@edance.pt

Publicidade

Contribui para o IDS

Andam a dançar por aqui

SEGUE O IDS

PUBLICIDADE