Index Labels

À Conversa com...Tânia Lopes "A mulher e o feminino sempre em destaque"

. . Sem comentários:
Tânia Lopes nasceu a 3 de julho de 1978 nas Caldas da Rainha, mas é na zona de Setúbal que vive a sua paixão pela dança. Professora de salsa e dança oriental, Tânia é diretora da Escola Dança & Companhia e coreógrafa do grupo TL Mambo Dancers.

Como nasceu a tua ligação à dança?
Nasceu quando eu, com 6 anos de idade, fui para a dança clássica, e como muitas outras meninas apaixonei-me pelos tutus e as sapatilhas rosa. Com o passar do tempo apercebi-me que era bem mais que isso!

Quais os teus principais projetos?
Neste momento é a escola na região de Setúbal, da qual sou diretora: Dança & Companhia e o grupo de Salsa TL Mambo Dancers, um grupo de alunos avançados, na qual sou coreógrafa.

Dança oriental e Salsa. Porquê estes dois estilos?
Não sei bem porquê, dois estilos tão diferentes, mas ao mesmo tempo com tantas semelhanças.
Acho que ambos têm uma carga sensual em que a mulher e o feminino estão em grande destaque!

Estes dois estilos complementam-se ou entram em choque?
Embora com estilos musicais completamente diferentes, em termos de movimentação têm algumas semelhanças, que podem ajudar quer na aprendizagem de um ou de outro, é só ter cuidado de não baralhar tudo!

Se tivesses de escolher apenas um destes estilos, qual seria? Porquê?
Eu comecei com a Salsa, mas a verdade é que a dança oriental conquistou o meu coração…
Acho que já não posso deixar nenhum deles de parte!

Se não fosse a dança, o que seria?
Seria a maquilhagem. Tirei uma formação profissional nesta área.
Se formos pensar bem também é uma área bastante criativa e que também lida com pessoas!

Num futuro próximo o que podemos esperar da Tânia Lopes?
Continuo a apostar na formação como forma de crescimento pessoal e profissional. E na divulgação da dança pelas várias faixas etárias e sociais como veículo de integração e sociabilização.

Algum projeto que esteja para chegar?
A criação de um dia inteiramente dedicado à dança oriental, onde vão haver aulas, atuações e filmes dos anos 50 com as grandes divas da dança oriental.

Texto de Rita Bastos | eDANCE
Fotografias cedidas por Tânia Lopes

Sem comentários:

Enviar um comentário

Queres publicar as tuas notícias no IDS? Tens alguma sugestão para nós? Envia para indancingshoes@edance.pt

Publicidade

Contribui para o IDS

Andam a dançar por aqui

SEGUE O IDS

PUBLICIDADE