Index Labels

Né Barros aterra com nova coreografia no Centro Cultural Vila Flor

. . Sem comentários:
Depois de um período de residência artística no Centro de Criação de Candoso (Guimarães), a mais recente criação coreográfica de Né Barros chega ao palco do Grande Auditório do Centro Cultural Vila Flor no último dia do mês, 30 de Novembro, às 22:00.

«Landing» é o título da nova criação da coreógrafa Né Barros, um espectáculo que parte da ideia de chegada, de aterragem num estado de coisas. Os corpos em cena são simultaneamente corpos apátridas (o corpo dançante como desterritorialização, sem pertença nem pátria) e corpos da memória de um lugar, de uma terra, de um continente. Estes corpos são lugar de entrada onde circulam todas as imagens, todas as memórias. Neste caso, em particular, circulam as imagens de guerra e de paraíso, imagens de agora e imagens antigas. É esse o desenlace.

Os temas, como noutros trabalhos anteriores, são mais direcções processuais, pistas e paisagens sobre o que um corpo em gestos se permite alcançar. Amoral, este corpo batalha em livre destino, e é a insistência desse curso que se vai fazendo terra.

Né Barros é coreógrafa e bailarina, com doutoramento em Dança (FMH, Universidade Técnica de Lisboa, Master of Arts in dance studies no Laban Centre, City University em Londres). Sendo investigadora no Grupo de Estética, Política e Artes do Instituto de Filosofia (U.P.), frequentou a Faculdade de Ciências do Porto e concluiu o Curso Superior de Teatro (ESAP). Ao longo da sua carreira, tem desenvolvido os seus trabalhos artísticos com os científicos. Artisticamente, iniciou a sua formação em dança clássica e mais tarde trabalha dança contemporânea e composição coreográfica no Smith College, nos Estados Unidos, onde reside.

Além do Balleteatro, estrutura que fundou e dirige e com a qual tem apresentado trabalho regular desde os anos 90, Né Barros trabalhou com a Companhia Nacional de Bailado no âmbito do estúdio coreográfico, no qual recebeu o prémio de melhor coreografia, e com o Ballet Gulbenkian. Como actriz, fez cinema e teatro. Em 2006 e 2007 fez parte da comissão de selecção do Festival Curtas de Vila do Conde. Foi igualmente investigadora colaboradora no Centro de Estudos Arnaldo Araújo e, entre 2005-07, investigadora integrada no IHA-Estudos de Arte Contemporânea, tendo somado ainda os cargos de Professora na ESAP e formadora convidada em diversas instituições.

Em 2009 publicou o livro «Da Materialidade na dança» e, em co-autoria, «Story Case Print». É ainda fundadora e directora do ciclo de cinema e vídeo FFFilm Project.

Os bilhetes já se encontram disponíveis na bilheteira do Centro Cultural Vila Flor e da Plataforma das Artes e da Criatividade, Lojas Fnac, El Corte Inglés, entidades aderentes da Bilheteira Online, e via online em http://www.ccvf.pt/, www.facebook.com/GUICUL e oficina.bilheteiraonline.pt.

Texto de Rita Bastos | eDANCE

Sem comentários:

Enviar um comentário

Queres publicar as tuas notícias no IDS? Tens alguma sugestão para nós? Envia para indancingshoes@edance.pt

Publicidade

Contribui para o IDS

Andam a dançar por aqui

SEGUE O IDS

PUBLICIDADE