Index Labels

O que fazer para prevenir as lesões?

. . Sem comentários:
Algo com que os bailarinos se habituam a lidar são as lesões constantes e contínuas. Umas com mais sequelas do que outras, mas todas nos perturbam no dia-a-dia, prejudicando-nos na nossa atividade diária e levando-nos, muitas vezes, a parar para recuperar.

Para um bailarino, uma época, resume-se muitas vezes a 10 meses/ano. Considerando que terás apenas uma lesão que te obrigará a parar, e se esta tiver uma recuperação de 4 semanas, ficam apenas 9 meses para trabalhar. Além da insustentabilidade financeira inerente a qualquer paragem, surge também a insustentabilidade profissional, pois as instituições que representas não poderão colocar aulas ou espetáculos em Stand-by enquanto te recuperas.

É, por isso, de uma importância inigualável, a prevenção de lesões nesta profissão. Mas, como o podemos fazer? Aqui ficam algumas dicas que te poderão ajudar a prevenir as lesões, ou, pelo menos, as lesões mais graves.

1. Não dances para ficar em forma, fica em forma para dançar
Melhorar a tua condição física geral, ajuda-te a adquirires uma maior resistência física (muscular e óssea), permitindo-te dar o máximo durante os ensaios.

2. Melhora a tua postura
O "andar à pato" típico de bailarina é prejudicial para a tua coluna. Melhora a tua postura dentro e fora do estúdio.

3. Sê perfecionista
Um dos maiores erros que se pode fazer é executar mal a técnica do que estamos a fazer. Por isso, ouve todos os conselhos do teu professor e esquece o "mais-ou-menos". Ou é, ou não é. Se for para fazer mal por hábito, é preferível não fazer. A única altura em que podes executar mal um passo é quando o estás a aprender. Errar para fazer bem, e não, fazer bem errando.

4. Tempo de recuperação
85% das lesões mais graves acontecem em cima de um ponto do corpo já lesionado. Se te lesionaste, pára, relaxa, descansa e dá tempo ao teu corpo para recuperar. Uma lesão menor que implica uma paragem de 1 ou 2 dias, pode transformar-se em algo mais complicado e obrigar a uma paragem de meses.

5. Tempo de treino
Todos queremos passar muitas e muitas horas a dançar, mas até que ponto isso não te faz mal? Se vires que o teu corpo se está a ressentir das muitas horas que passas a dançar, abranda, reduz o teu horário, pois o excesso de treino pode provocar lesões permanentes.

Texto de Rita Bastos | eDANCE


Sem comentários:

Enviar um comentário

Queres publicar as tuas notícias no IDS? Tens alguma sugestão para nós? Envia para indancingshoes@edance.pt

Publicidade

Contribui para o IDS

Andam a dançar por aqui

SEGUE O IDS

PUBLICIDADE