Index Labels

38 vagas no quadro para docentes do ensino artístico, apenas 1 em dança

. . Sem comentários:
O Ministério da Educação vai abrir, para o próximo ano letivo, 38 vagas nos quadros para professores do ensino artístico público especializado de música e dança, mas encerra 32, que se extinguem quando os professores abandonarem os lugares.

Numa portaria conjunta do Ministério das Finanças e do Ministério da Educação e Ciência (MEC), publicada ontem em Diário da República, o Governo fixou as vagas disponíveis no concurso para a colocação nos quadros, no ano letivo de 2013/2014, abrindo lugar para 38 docentes que "vêm satisfazer as necessidades permanentes" de sete escolas.

As escolas públicas do ensino artístico especializado em causa são as Escolas de Música dos Conservatórios de Lisboa, Coimbra, Aveiro, Porto e Braga, do Instituto Gregoriano de Lisboa e da Escola de Dança do Conservatório de Lisboa.

"O decorrer do concurso será conduzido por cada um dos estabelecimentos, de acordo com os critérios específicos de cada um dos conservatórios e institutos", informou o MEC, em comunicado.

O anexo à portaria, que especifica as vagas abertas por grupos e subgrupos das disciplinas curriculares dos cursos em cada escola, determina ainda o número de "vagas negativas" por escola e disciplina.

Essas "vagas negativas" representam lugares que não voltarão a ter qualquer colocação, uma vez que serão extintos assim que os professores que atualmente os preenchem abandonarem funções.

A Escola de Música do Conservatório de Braga é a que contabiliza um maior número de "vagas negativas", com 15 lugares a serem extintos.

A Escola de Dança do Conservatório de Lisboa é, por seu lado, o estabelecimento que menos vagas abre neste concurso, com apenas um lugar de docência disponível.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Queres publicar as tuas notícias no IDS? Tens alguma sugestão para nós? Envia para indancingshoes@edance.pt

Publicidade

Contribui para o IDS

Andam a dançar por aqui

SEGUE O IDS

PUBLICIDADE