Index Labels

Dança e meio ambiente unem-se em projeto único

. . Sem comentários:
A Câmara Municipal de Loulé vai promover uma iniciativa única, um projeto experimental de dança criativa, que alia a dança ao meio ambiente, denominado «Habitats».

Este projeto visa a criação coreográfica subjacente ao tema dos “nossos habitats” (corpo, casa, cidade, jardim, serra/mar, Algarve), ou seja, um projeto que pretende associar a criatividade e a expressão corporal com a vertente e envolvente ambiental e natural do meio em que é dinamizado, promovendo ainda desta forma o bem-estar físico e mental dos participantes.

“Experimentar o corpo, descobrir os seus limites e trabalhar com eles. Ser surpreendido por potencialidades desconhecidas dentro de si mesmo. Deixar-se ser, experienciar totalmente, colocar o corpo na fluidez do momento, no ritmo da música, em encontro, contacto e transformação com os estímulos apresentados”, assinala a autarquia.

“Dançar os espaços, os ambientes. Descobrir a cidade, as suas formas, os seus cheiros, os seus jardins, os seus edifícios, a sua arquitetura. Incorporar na dança os cheiros, os sons, o clima do local onde vivemos”, acrescenta-se.

O projeto «Habitats» pretende “criar um grupo que parta destas duas experiências sensoriais: a de si próprio e a do meio envolvente, ou dito de outra forma, a do corpo e da cidade que habita”.



Progressivamente, “caminhar-se-á do menor para o maior, do corpo para o exterior, numa pesquisa constante deste local, da cidade de Loulé, daquilo que a envolve, da sua natureza inconfundível e única”.

O resultado final do projeto consistirá na criação de performances/coreografias criadas pelo(s) grupo(s), que serão posteriormente apresentadas em locais estratégicos da cidade e/ou do concelho.

Através do projeto «Habitats», a autarquia de Loulé pretende “proporcionar aos seus munícipes uma forma de desporto/arte de elevada qualidade, criando um grupo performativo dedicado ao estudo do ambiente da cidade/concelho”.

Tendo como público-alvo a população em geral (homens e mulheres dos 18 aos 80 anos), na prática, o projeto será dinamizado com base em sessões semanais que decorrerão às terças-feiras, das 20:30 às 21:30 horas, no Ginásio dos Espanhóis, em Loulé.

O número máximo de participantes por turma é de 30 pessoas. A turma abrirá quando existirem um mínimo de dez inscrições. Posteriormente, a autarquia informará os interessados da data de início das sessões.

A participação no projeto tem um custo mensal que varia entre 12 e 15 euros, valor a ser pago pelos mesmos à formadora Inês Mestrinho, arte educadora, professora de dança criativa e aluna do 4.º e ultimo ano de Dançaterapia da Escola de Dança Sarabanda-Milão, Itália.

As inscrições podem ser enviadas para a divisão de Ambiente, Transportes e Energia da Câmara Municipal de Loulé, através do endereço eletrónico date@cm-loule.pt ou do telefone 289400890.

Fonte

Sem comentários:

Enviar um comentário

Queres publicar as tuas notícias no IDS? Tens alguma sugestão para nós? Envia para indancingshoes@edance.pt

Publicidade

Contribui para o IDS

Andam a dançar por aqui

SEGUE O IDS

PUBLICIDADE