Index Labels

À Conversa com...LEGACY Professional Dancers

. . Sem comentários:
Estivemos à conversa com os LEGACY, um grupo de bailarinos, dirigido por Inês Afflalo e Colin Vieira, que se assumem como um projeto inovador na dança em Portugal.


Quem são os Legacy?


Os LEGACY Professional Dancers são um projeto que reúne vários bailarinos profissionais que procuram desenvolver trabalho em várias áreas da dança, seja a nível nacional ou internacional – workshops, aulas, criações coreográficas, espetáculos, activações de marcas, tv.
A amizade e sobretudo a paixão pela dança nas suas mais diversas faces e ainda a noção da necessidade de renovação do panorama da dança português.

Como, quando e porquê surgiu a vossa união?

Os LEGACY nascem em 2010 logo após o programa “Achas que Sabes Dançar” da SIC. Os bailarinos finalistas deste programa que começaram o projeto foram Inês Afflalo, Tiago Careto e Tiffanie Jorge.
Passados alguns meses a Tiffanie teve de abandonar o projeto, entrando o Colin pouco tempo depois. Em 2012 o Tiago Careto abandonou o grupo. O trabalho não parou, novos bailarinos começaram a colaborar com os LEGACY e até ao momento tem sido assim, uma crescente troca de ideias e ambições para levar a dança mais longe.

Entre os diferentes elementos, há algum que assuma a liderança do grupo?

Actualmente a Inês e o Colin são dois membros do grupo que assumem a direção dos projetos, no entanto temos alguns bailarinos que cada vez mais se unem ao projeto, como é o exemplo de Olimpia Iancu, uma intérprete que tem estado presente em todos os últimos trabalhos desenvolvidos. Devemos referir ainda Filipe Albuquerque, Jonas Paquete, Vanessa Bengala, Ivo Fonte, Elza Linora, Sofia Loureiro, Kim Potthoff.

Quais os principais projetos do grupo?

Começamos com o “Road Academy”, workshops intensivos por várias cidades do país, mas atualmente sentimos a crise e a dificuldade das pessoas aderirem a estes workshops.
Aulas de dança, a maioria dos bailarinos do projecto lecciona aulas de hip-hop, ballet, jazz, contemporâneo, barra de chão, em academias de dança de Lisboa e Cascais.
Temos desenvolvido actuações ou “pocket shows” em eventos privados e ativações de marcas. Criações Coreográficas para peças de Teatro Musical, trabalho de Team Building com empresas, e temos um projeto na gaveta que está a ser trabalhado e em breve esperamos poder revelar tudo!

Quais os trabalhos de maior relevo que desenvolveram enquanto LEGACY?

Sem dúvida o nosso começo foi maravilhoso, a “Road Academy” teve apoio NIKE, Susana Gateira, Optimus TAG, SkullCandy, e tivemos a oportunidade de visitar muitas cidades, conhecer quem quer mesmo aprender a dançar e que infelizmente nem sempre tem oportunidade, pois as escolas de dança estão muito centralizadas em Lisboa e no Porto. Um dos distritos que nos surpreendeu foi Leiria, onde encontramos muitos alunos de qualidade e uma academia - Academia Annarella - com a qual desenvolvemos um espetáculo fantástico com mais de 100 crianças!
Todos os trabalhos desenvolvidos têm marcado os LEGACY, porque de uma ou de outra forma deram-nos crescimento e visibilidade, podemos enumerar alguns deles: Workshop de prémio da Cornetto; Baile Finalistas Cornetto; Vogue Fashion Night Out com NIKE e Tony&Guy; Actuações no Salon Mondial du Fitness et Dance em Paris com Susana Gateira; Evento inauguração “Arriba” Cascais com Casa do Marquês; Espectáculos residentes na discoteca Maria Lisboa; Gala 20 anos TVI; Eventos Team Building com diversas empresas Nacionais e Multinacionais.

O que esperam do futuro?

Esperamos continuar a corresponder com competência ao que nos têm solicitado e esperamos que nos conheçam mais e cada vez melhor para que possamos aumentar o nosso leque de bailarinos a trabalhar com qualidade e alegria em Portugal.
Desejamos que as artes do espetáculo passem a ser um bem essencial na vida dos portugueses e que possamos criar sorrisos e bons momentos a muita gente, crianças, adultos, idosos, porque é uma paixão transversal.

Podem desvendar quais os próximos projetos dos LEGACY que irão acontecer?

Estamos há algum tempo a planear um espetáculo de maior dimensão. Não queremos revelar tudo pois os passos têm sido dados com calma para ver se até ao fim do ano conseguimos os apoios necessários e que acreditem em nós da mesma maneira que nós mesmos acreditamos! Nem sempre é fácil criar do zero algo com qualidade e criatividade a custos reduzidos e essa tem sido a nossa maior luta!
Prometemos não parar de dançar e não parar de lutar por um lugar de referência no panorama da dança nacional.

Texto de Rita Bastos | eDANCE
Fotografias cedidas por LEGACY


Sem comentários:

Enviar um comentário

Queres publicar as tuas notícias no IDS? Tens alguma sugestão para nós? Envia para indancingshoes@edance.pt

Publicidade

Contribui para o IDS

Andam a dançar por aqui

SEGUE O IDS

PUBLICIDADE